home Acervo A BESTA

A BESTA

A BESTA 2 - DNG

Release

Ministério da Cultura e Vivo

 Apresentam

 Priscila Fantin, Hugo Possolo, Celso Frateschi,

Ary França e Iara Jamra

 em

 A BESTA

  Com Alexandre Bamba, Carol Mariottini, Dani Mustafci, Fabek Capreri e Renan Duran.

 De David Hirson

 Direção Alexandre Reinecke

 

Em cartaz no Teatro Gazeta

 

Considerado durante dois anos como O Rei da Comédia pela Revista Veja São Paulo, Alexandre Reinecke completa 30 anos de carreira e conta 50 peças no currículo, tendo atuado em 10 e dirigido 40. E para comemorar sua 40ª direção teatral, Reinecke fez a junção de grandes mestres da comédia e do teatro, reunindo no mesmo elenco: Hugo Possolo (Parlapatões), Ary França (Ornitorrinco) e Iara Jamra (Pó de Minoga), de grupos de extrema importância no cenário nacional. Destaca-se também Celso Frateschi, reconhecido por sua atuação em dramas, agora em uma de suas primeiras incursões na comédia. E ainda Priscila Fantin que além de atuar na TV e no cinema também investe em sua carreira no teatro há alguns anos. Ao todo, são dez atores na peça que faz uma homenagem à arte e leva o público às gargalhadas.

La Bête, ou A Besta, é uma comédia escrita pelo dramaturgo norte-americano David Hirson (nascido em 1958). O espetáculo estreou na Broadway em 1991 com grande sucesso e recebeu entre outros prêmios, o Olivier Award de melhor comédia, em 1992. Sua última e mais importante montagem aconteceu em 2010, no West End de Londres, com Mark Rylance no elenco. Tal montagem foi um grande sucesso de público e critica, ficou vários meses em cartaz e, de lá, seguiu para a Broadway, com o mesmo elenco.

Inspirada em Molière e sua trupe, a farsa é ambientada na França, em 1654, na propriedade de uma Princesa (Priscila Fantin), a patrocinadora da companhia de teatro. A história fala do conflito entre dois homens: Elomire (Celso Frateschi) nome que é um anagrama do nome de Molière, o diretor da companhia, artista sério e respeitado; e Augusto Valério (Hugo Possolo), um comediante popular, canastrão e vaidoso. Ocorre que Valério caiu nas graças da Princesa patrocinadora e ela insiste para que ele passe a integrar a trupe.

Apesar de Elomire rejeitar furiosamente a ideia de incorporar Valério, a companhia é obrigada a encenar uma de suas peças, o que vai gerar uma transformação no futuro de seus artistas.

É um texto a um só tempo requintado e hilário, que dá aos atores oportunidade de esbanjar talento nos monólogos cômicos em que defendem suas ideias e coloca uma discussão surpreendente sobre arte erudita, arte popular, preconceito e entretenimento.

A Besta é uma realização da Reinecke Produções Culturais, Ricca Produções Artísticas e Parlapatões com patrocínio da Vivo, através do projeto Vivo EnCena, e Porto Seguro. Copatrocínio de Finep,  Jaguar, Land Rover e União Química.

Parlapatões em A Besta

“Em 22 anos de estrada, os Parlapatões sempre percorreram os rumos da comédia, tendo encenado mais de cinquenta espetáculos. Nosso humor festivo, que favorece o improviso, bebeu na fonte clássica e já passou por Shakespeare, Molière, Aristófanes e Rabelais, mestres do gênero. Encontrar a bem-sucedida A Besta é como fazer um resumo de uma divertida aventura. As situações vividas pelas extrovertidas personagens desta comédia traçam um retrato profundo do ofício de comediantes e resultam até numa fina autoironia, deixando-nos à vontade para rirmos de nós mesmos. Este espírito apaixonante do ator por sua arte, que o texto traduz tão bem, gera um enorme envolvimento do público e certamente agradará as mais variadas plateias, por sua comunicação clara e imediata. Este projeto se torna melhor ainda, uma vez que concretiza antigas vontades artísticas de nosso grupo, como a de trabalhar com um diretor mestre da comédia como Alexandre Reinecke. A peça reúne nomes expressivos do teatro que celebram juntos essa homenagem à arte que A Besta traz em si, para levar o público às gargalhadas e para celebrar a arte teatral.”
Hugo Possolo

O Olhar do Diretor

“Poucas vezes se vê, em nossos dias, uma comédia com dramaturgia toda rimada, criativa e inteligente, que remeta o público à Idade Média, com dez atores em cena e uma grande produção. Em ano de Copa do Mundo, nada melhor que uma seleção de craques da comédia. Montar A Besta com os Parlapatões e sua trupe é a realização de um sonho. Eles são OS caras da comédia paulistana, com quem, há muito, venho tentando uma parceria. A eles junta-se um dos melhores produtores do país, Giuliano Ricca, meu parceiro de anos, que de cara abraçou este projeto tão grande e ambicioso. É realmente um “dream team”… Enfim, realizar este projeto significa investir na força do teatro e na grandeza do diálogo refinado, que nesta obra consegue ser popular, e na pujança de uma peça que vai encantar o público, com muito humor, inteligência e grande importância para o teatro brasileiro.”
Alexandre Reinecke

Sobre o Projeto Cultural Vivo EnCena

O Vivo EnCena é uma iniciativa da Vivo que estimula o intercâmbio de projetos de artes cênicas com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento do país e da sociedade como um todo. O teatro é pensado além do espetáculo, sendo estabelecida uma rede de ações de formação de plateia, inclusão cultural e desenvolvimento profissional, compartilhando histórias inspiradoras, conceitos inovadores e ideias transformadoras no âmbito da cultura. O Vivo EnCena é realizado há dez anos e está presente em 20 estados de todo o país, além de realizar ações próprias e a curadoria do Teatro Vivo, situado na capital paulista.

Ficha Técnica

Ficha Técnica:

Texto: David Hirson

Direção: Alexandre Reinecke

Tradução: Clara Carvalho

Assistente de direção:Fernanda Cunha

Elenco:

Priscila Fantin, Hugo Possolo, Celso Frateschi, Ary França, Iara Jamra,

Alexandre Bamba, Carol Mariottini, Dani Mustafci,

Fabek Capreri e Renan Duran.

Cenografia: Jose de Anchieta

Designer de luz: Fran Barros

Figurinista: Fabio Namatame

Adereços / Chapéu: Antonio Ocelio de Sa Alencar

Trilha Original: Daniel Maia

Fotos: João Caldas

Programação Visual: Estação Design

Assessoria de imprensa: Morente Forte

Diretor financeiro: Andre Mello

Administração financeira:Ricca Produções (Patrícia Velho, Thiago Oliveira)

Administração geral:Ricca Produções

Produção executiva: Carmem Oliveira

Assistentes de Produção: Estevão Diniz

Direção de produção: Giuliano Ricca

Produtores Associados: Alexandre Reinecke, Giuliano Ricca, Hugo Possolo

Realização: Reinecke Produções Culturais, Ricca Produções Artísticas, Parlapatões

Serviço

A BESTA

Teatro Gazeta (650 lugares)

Avenida Paulista, 900 – Térreo

Informações: 3253.4102

Bilheteria: de terça a quinta, das 14h às 20h. Sexta a domingo das 14h até o horário do espetáculo. Aceita cartões de débito e dinheiro. Cartão de crédito somente pelo site ou telefone. Estacionamento: convênio com MultiPark (Rua São Carlos do Pinhal, 303 – subsolo do teatro). R$ 20 por 3h.

Vendas: www.teatrogazeta.com.br e 4003.1527

Sextas às 21h | Sábados e Domingos às 20h

 Ingressos: Sextas R$ 50 | Sábados e Domingos R$ 60

Duração: 90 minutos

Recomendação: 12 anos

 

Estreou dia 23 de Maio

 Temporada: até 17 de agosto

One thought on “A BESTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

slot hoki terpercaya

agen bola terpercaya Agen bola bandar bola terbesar link judi slot judi online slot casino live skor