home Acervo O PESCADOR E A ESTRELA

O PESCADOR E A ESTRELA

Dia 04 de setembro chega ao CCBB São Paulo

O Pescador e a Estrela

Musical infantil conta a história de um jovem pescador deficiente visual

e sua jornada para resgatar o seu amor

O Pescador e a Estrela conta a história de Fabiandro, um pescador deficiente visual que, na busca por seu amor desaparecido – uma estrela de verdade –, mostra que há muito mais para se ver do que só o que se pode enxergar. Essa é a essência do musical infantil original que estreia dia 04 de setembro no Centro Cultural Banco Brasil São Paulo, depois de ter cumprido temporadas de sucesso nos CCBB do Rio de Janeiro e de Brasília.

O projeto, com patrocínio do Banco do Brasil, terá sessões presenciais, com limite reduzido de cadeiras, 40% da capacidade, para garantir o distanciamento e o uso de máscara durante a apresentação será obrigatório. De casa, o público também poderá assistir ao espetáculo, que será transmitido através do canal do Banco do Brasil em www.youtube.com/c/bancodobrasil nos dias 2, 3, 9 e 10 de outubro, das 9h de sábado às 21h de domingo, e de graça.

O musical, com direção de Karen Acioly e texto de Thiago Marinho e Lucas Drummond, tem como protagonista um menino solitário que não consegue mais enxergar a felicidade. Ele, então, é convidado por uma ‘mensageira das estrelas’ a voltar o olhar para dentro de si, a fim de entender que há coisas na vida que não podem ser vistas, apenas sentidas.

Conduzido pela mensageira, o menino se transforma no jovem Fabiandro, um pescador apaixonado por uma estrela, apesar de nunca tê-la visto. Os dois, pescador e estrela, se encontram todas as noites à beira da praia, onde cantam, dançam e se divertem juntos. Ele na terra e ela no céu.

Um dia, porém, a estrela desaparece. Decidido a reencontrá-la, ele parte em uma jornada rumo ao céu. Ao seu lado vai Hortênsia, uma menina superprotegida pelas tias que quer, mais que tudo, conhecer o mundo. O que ambos não sabem é que, logo atrás, está o ganancioso casal Prattes Prattes que planeja roubar a estrela.

O papel da mensageira é encenado por Sara Bentes. Para Sara, “Fazer parte deste musical é um desafio encantador e que me faz crescer muito. Uma felicidade estar num trabalho com tanta beleza e delicadeza. Fazer parte deste grupo é acolhedor, uma alegria. ”

Para Lucas Drummond e Thiago Marinho, autores da peça, o espetáculo traz uma mensagem de esperança, superação e fala sobre um reencontro com o que perdemos. “Nós perdemos muito nos últimos tempos: amigos, familiares, amores. É como se uma luz em nós tivesse se perdido também, assim como a estrela do Fabiandro. Através deste espetáculo original e brasileiro, nós queremos inspirar o público a reencontrar essa alegria, esse brilho dentro de si, porque acreditamos que é isso que a arte e a cultura fazem. “O Pescador e a Estrela” mostra que sempre há caminhos para não deixarmos essa luz se apagar, por mais difíceis que sejam de enxergar”, ressaltam.

A direção de movimento é da atriz e bailarina Moira Braga, também deficiente visual. “Participar de um projeto novo e com essa qualidade de afetos e de talentos, com uma configuração artística que foca na acessibilidade e inclusão, é um presente. Eu me sinto muito honrada de poder atuar onde meu trabalho é reconhecido”, celebra, Moira.

O projeto se propõe a dar protagonismo à deficiência visual, ampliando a reflexão sobre a acessibilidade dentro das artes cênicas, principalmente voltadas ao universo da infância, tanto dentro do espetáculo como na composição da equipe técnica e artística.

A cenografia de Doris Rollemberg transforma o palco do CCBB no universo íntimo e simbólico do protagonista. O espaço, pequeno e confinado, é cercado por véus, membranas que dificultam a visão, mas que caem quando seu mundo se expande através da sua imaginação.

Karen Acioly, diretora artística do espetáculo, se dedica à autoria de projetos e programas multidisciplinares para infância há 35 anos. Autora de livros, roteiros audiovisuais e diretora de textos teatrais premiados, é curadora internacional de exposições, festivais e idealizadora do FIL – Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens, que acontece há 18 anos.

“A saudade é um sentimento muito silencioso no coração de uma criança e precisamos falar sobre isso. Inventamos um espetáculo que olha para o que sente essa criança e que a escute. A música nos guia, em movimentos circulares, através do imaginário de um menino que precisa inventar uma cidade, descortinar os seus véus e viver uma perigosa aventura, para ver o que sente”, afirma Karen.

O Pescador e a Estrela

CCBB São Paulo

(56 lugares - Lotação de 40%)

Temporada: 04 de setembro a 03 de outubro

VENDAS ON LINE

https://www.eventim.com.br/artist/opescador-ea-estrela/

Sábados e Domingos às 15h.

Último dia teremos sessão dupla às 11h e às 15h.

TEMPORADA DIGITAL: 02/10, 03/10, 09/10 e 10/10, das 9h de sábado às 21h de domingo – YouTube Banco do Brasil

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo


Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico, Triângulo SP, São Paulo–SP
Aberto todos os dias, das 9h às 18h, exceto às terças.
Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô
Informações: (11) 4297-0600

Estacionamento Conveniado e Translado: O CCBB possui estacionamento conveniado na Rua da Consolação, 228 (R$ 14 pelo período de 6 horas - necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB). No trajeto de volta, tem parada na estação República do Metrô

bb.com.br/cultura | twitter.com/ccbb_sp | facebook.com/ccbbsp | instagram.com/ccbbsp
ccbbsp@bb.com.br

Ficha técnica:
Direção: Karen Acioly
Texto e letras: Lucas Drummond e Thiago Marinho
Elenco: Lucas Drummond, Diego de Abreu, Luisa Vianna, Sara Bentes e Thiago Marinho.
Figurino: Kika Lopes
Cenário: Doris Rollemberg
Iluminação: Renato Machado
Direção de Movimento: Moira Braga
Músicas e trilha originais: Wladimir Pinheiro
Programação Visual: Patrícia Clarkson
Direção de Produção: Bruno Mariozz
Realização: Palavra Z Produções Culturais
Idealização: Nossa! Cia de Atores e Palavra Z Produções Culturais 

Normas de reabertura CCBBSP:

https://drive.google.com/file/d/1vPv8okqBO_YvwAgEsf5ZQOxCrB4QmdXc/view

Link de fotos do espetáculo:

https://drive.google.com/drive/folders/1essuTL9B41sdwx4z31LQNVrkpK_P1zhm?usp=sharing

Confira as normas de visitação e segurança referentes à COVID-19 no site www.bb.com.br/cultura e na emissão do ingresso.

Assessoria de imprensa espetáculo:

Morente Forte – Beth Gallo – (11) 99136-2200 | bethgallo@morenteforte.com.br

Assessoria de imprensa CCBB SP
Leonardo Guarniero - (11) 4297-0600 | leoguarniero@bb.com.br 

Currículo

AUTOR - Thiago Marinho

Bacharel em teatro pela Faculdade Candido Mendes, Thiago Marinho é ator e dramaturgo. Entre seus últimos trabalhos estão o musical “O Pescador e a Estrela”, do qual também é autor, dirigido por Karen Acioly e as tragédias “Incêndios” e “Céus”, dirigidas por Aderbal Freire Filho. Protagonizou o espetáculo “Chacrinha - O Musical”, dirigido por Andrucha Waddington e participou de “Elis - A musical”, dirigido por Dennis Carvalho. É sócio fundador da “Nossa! Cia de atores”, com quem idealizou e atuou em “Tudo o que há Flora”, dirigido por Daniel Herz. No vídeo, pode ser visto no longa “Socorro, virei uma garota” de Leandro Nery e na série “Impuros”, de Rene Sampaio.

AUTOR – Lucas Drummond

Lucas Drummond é ator, roteirista, produtor e realizador. Formado pelo Tablado e pelo Stella Adler Studio of Acting, em Nova York, já participou de 13 espetáculos teatrais, entre eles “Gypsy” (2010); “Um Violinista no Telhado” (2011); “Chacrinha, o Musical” (2015); e em 2016, idealizou a peça “Tudo o que há Flora”, vencedora dos prêmios Botequim Cultural de Melhor Texto e Cenário e Cenym de Melhor Companhia Teatral para a Nossa Cia. de Atores, da qual é integrante e fundador. Ainda em parceria com a Nossa Cia., realizou o musical infantojuvenil “O Pescador e a Estrela” (2020/2021), no qual além de protagonista, é também coautor e letrista. Na TV, interpretou Rael na série “Todxs Nós” (HBO/2020), com direção de Daniel Ribeiro e Vera Egito, e no cinema, além de viver Aécio Neves no longa “O Paciente” (2018), de Sérgio Rezende, escreveu, produziu e estrelou o curta “Depois Daquela Festa” (2019), selecionado para 62 festivais e vencedor de 9 prêmios, entre eles o de Melhor Ator no Festival Audiovisual ComuniCurtas UEPB 2019.

DIRETORA – Karen Acioly

Karen Acioly é escritora, dramaturga, libretista, roteirista, jornalista e professora. Se dedica à autoria de projetos e programas multidisciplinares, de formato original, para os novos públicos. É curadora de exposições e festivais voltados para a experiência da arte. É inventora e diretora do FIL – Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens, em sua 18 edição. Publicou 17 livros, até o momento, escreveu 34 peças teatrais e dirigiu grande parte delas. É roteirista da sala de criação do laboratório de desenhos animados da 2DLab, especialista em Literatura Infantil e Juvenil e em Metodologia do Ensino Superior, formada em jornalismo e publicidade (ECO- UFRJ) e Études Théâtrales pela Sorbonne Nouvelle Paris 3. É professora de gradução e pós graduação da Universidade Cândido Mendes,  na Educamais e professora convidada em Dramaturgia e Midias Criativas da Eco/UFRJ.

ATRIZ – Sara Bentes

Sara Bentes é atriz, escritora, cantora e compositora; premiada internacionalmente na música, coleciona shows nos Estados Unidos, Itália, Suécia, Turquia, Tailândia e Argentina. Sara, dramaturga e atriz registrada com DRT, atua profissionalmente no teatro desde 2003, tendo atuado em diversas peças e musicais da região sul fluminense e na capital Rio de Janeiro, e já integrou diversas companhias teatrais, como Coletivo Sala Preta, Teatro Cego, que encena peças totalmente na escuridão e lotou teatros em São Paulo e outras cidades paulistas, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Fortaleza, e a cia. Mix Menestreis, da Oficina dos Menestreis, sob a direção de Deto Montenegro. Recentemente ela protagonizou filmes publicitários de marcas como Amazon – Prêmio Alexa de Acessibilidade, e Mitsubishi. Com experiência em diversas modalidades de dança, Sara atuou ainda no circo, com especialidade no aparelho aéreo lira, e apresentou espetáculos no Rio de Janeiro, São Paulo e Londres. Em 2012, em parceria com amigos e com o pai, Sergio Bentes, ela lançou seu primeiro CD, infantil, intitulado “Faz Sempre Sol”; em 2015, lançou seu primeiro álbum solo, o “Invisível”, com trabalho autoral, parcerias e uma releitura de uma música do compositor Marcelo Camelo; em 2018 lançou seu segundo álbum solo: “Tudo o que me faz vibrar”, com músicas autorais e parcerias, e o EP em inglês “Live what I live”, além de alguns singles. Tem 5 livros publicados – um de crônicas, 3 romances: o premiado “E não se esqueçam de regar os girassóis”, lançado em 2017, “Lauren”, lançado em 2019 e acompanhado pelo single “Me deixe entrar”, e, continuando a trama anterior, o recém lançado “O pai de Lauren”, além de um livro sobre suas viagens internacionais, “Vem ver da minha janela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

agen bola terpercaya Agen bola bandar bola terbesar link judi slot judi online slot casino live skor