home Em Cartaz OS SETE AFLUENTES DO RIO OTA

OS SETE AFLUENTES DO RIO OTA

Release

Sesc Pinheiros recebe o espetáculo
Os Sete Afluentes do Rio Ota, inspirado na obra de Robert Lepage

 Encenada em 2005 no palco do Teatro Paulo Autran, a remontagem assinada pela diretora Monique Gardenberg, traz no elenco Bel Kowarick, Caco Ciocler, Charly Braun, Giulia Gam, Helena Ignez, Jiddu Pinheiro, Johnny Massaro, Lorena da Silva, Madalena Bernardes, Marjorie Estiano, Sergio Maciel, Silvia Lourenço e Thierry Tremouroux

 Épico teatral do canadense Robert Lepage, Os Sete Afluentes do Rio Ota teve sua primeira montagem em 1996, em Nova York. Em 2005, foi revisitada pela diretora Monique Gardenberg e apresentada no Sesc Pinheiros. Quinze anos depois, esta jornada teatral que faz uma reflexão sobre inquietações, vida, expectativas e contradições da humanidade na última metade do século XX retorna ao palco do Teatro Paulo Autran para temporada de 25 de outubro a 1º de dezembro de 2019.

O espetáculo, que traz em sua essência o universo do teatro, dança, canto lírico e popular, mágica, butoh e teatro de sombras, coloca os opostos: ocidente e oriente, tragédia e comédia, masculino e feminino, vida e morte; como reflexos da mesma realidade.

Monique Gardenberg, que assina a direção das duas montagens conta que a peça é inspirada em um grande paradoxo: “Em sua primeira viagem para Hiroshima, Lepage esperava encontrar a devastação, mas ao invés disto descobriu um lugar cheio de vitalidade e renascimento. Impressionado, decidiu criar uma produção que fizesse dessa situação inesperada seu ponto de partida e que atuasse de maneira colaborativa, unindo gêneros que fossem além dos aspectos tradicionais da arte de representar. Os ensaios começaram na cidade de Quebec, no Canadá, em janeiro de 1994”.

“Quando vi espetáculo, em 1996, tive a certeza de estar diante de uma obra-prima, de uma experiência teatral sem precedentes. Pela primeira vez, o teatro transcendeu o palco, suas limitações técnicas, para viajar pelo tempo, pelo espaço e sublimou, como num toque de mágica, o distanciamento imposto pela autoridade da encenação teatral para chegar muito perto de cada um de nós. Ao atravessar os últimos cinquenta anos do século XX, esta obra nos revela, com toda a poesia e delicadeza, nossa comovente insignificância e complexa humanidade”, destaca a diretora.

A partir desta visão, nasce a adaptação da obra de Lepage, construída com base em improvisações, num processo colaborativo da equipe brasileira.

A peça, que começa em Hiroshima e passa por Nova York, Amsterdã, Europa Oriental, terminando no Japão, narra uma saga de 60 anos. Os Sete Afluentes do Rio Ota está dividida em sete capítulos de épocas distintas, nos quais os atores se alternam em cena. Os sete capítulos são:

1 – Fotografias Hiroshima, 1945-46

2 – Jeffreys New York, 1965

3 – As Palavras Osaka, 1970

4 – Um Casamento Amsterdan, 1985

5 – O Espelho Hiroshima, 1986/ Polônia, 1943

6 – A Entrevista Hiroshima, 1995

7 – O Trovão Hiroshima, 2000

Ficha Técnica

Ficha Técnica:

Texto Robert Lepage 

Direção e adaptação Monique Gardenberg 

Elenco

Bel Kowarick

Caco Ciocler

Chandelly Braz

Charly Braun

Giulia Gam

Helena Ignez

Jiddu Pinheiro

Johnny Massaro

Ligia Yamaguti

Lorena da Silva 

Madalena Bernardes

Marjorie Estiano

Sergio Maciel

Silvia Lourenço 

Thierry Tremouroux

Co-Direção: Michele Matalon

Cenário: Hélio Eichbauer

Figurino: Marcelo Pies

Iluminação: Maneco Quinderé

Visagismo: Sonia Penna

Trilha Sonora: José Augusto Nogueira

Fotografias: André Gardenberg

Direção de Movimento: Marcia Rubim

Reconstituição de Cenografia: Luís Henrique Sá, Carila Matzenbacher

Reconstituição de Figurino: Sabrina Leal

Assistente de Direção: Arlindo Hartz

Assistente de Cenografia: Ianara Elisa

Operação de Som: Joana Guimarães

Operação de Vídeo: Lana Kaplan

Operação de Luz: Marcos Aurelio Santos

Contra-Regras: Ney Silveira, Gabriel Max, Bruno Oliveira

Camareira: Sonia Carvalho

Cabelos: Valéria Velloso

Direção de Produção: Clarice Philigret

Produção Executiva: Ciça Castro Neves

Produção adicional: Naiclê Leônidas, Adriana Vieira, Tommy Kenny

Assessoria mídia digital: Jacídio Junior, Fernanda Bravo

Assessoria de Imprensa: Morente Forte

Assessoria Jurídica: Olivieri Associados

Produção: DUETO

Assessoria de Imprensa SESC Pinheiros
Fernanda Porta Nova | José Maurício Lima
Contatos: (11) 3095.9737 | 9423
imprensa@pinheiros.sescsp.org.br

Assessoria de Imprensa da peça

Morente Forte Comunicações / Beth Gallo

(11) 3255.6183

Serviço

OS SETE AFLUENTES DO RIO OTA

 Sesc PINHEIROSTeatro Paulo Autran (1010 lugares)

Rua Paes Leme, 195

Informações: 3095.9400

Bilheteria: Terça a sábado, das 10h às 21h. Domingos e feriados, das 10h às 18h

Vendas online a partir das 12h00 no dia 15/10, terça-feira, no site do Sesc.

Nas bilheterias das Unidades a partir das 17h30, no dia 16/10, quarta-feira.

Ingressos à venda nas bilheterias em toda rede Sesc SP

Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 21h30; Sábado, das 10h às 21h30; domingo e feriado, das 10h às 18h30. Taxas / veículos e motos: para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 12 (credencial plena do Sesc) e R$ 18 (não credenciados).Transporte Público: Metrô Faria Lima – 500m / Estação Pinheiros – 800m

 Quinta a domingo 18h

 Quarta, dia 27 de novembro, às 18h

 Ingressos:

R$ 50

R$ 25 (meia-entrada: estudante, servidor de escola pública, +60 anos, aposentado e pessoa com deficiência)

R$ 15 (credencial plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)

Duração: 300 minutos (com intervalo de 20 minutos)

Recomendação: 14 anos

 Temporada:

De 25 de outubro até 01 de dezembro de 2019

*Nos dias 21, 22, 23 e 24 de novembro, a atriz Marjorie Estiano será substituída por Ligia Yamaguti no papel de Nozomi, e por Raquel Karro no papel de Patrícia Hébert

 

5 thoughts on “OS SETE AFLUENTES DO RIO OTA

  1. Uma peça que marcou minha vida. Vi que a atriz Maria luisa Mendonça não fará essa versão. Confesso que lamentei muito esse fato. Assistirei de novo, claro, por que Os Sete Afluente é maravilhoso. ,

  2. Fabuloso! Imperdível! Teatro pulsante, VIVO Uma epopéia que mexe e contagia o público do começo ao fim! Vi 3 vezes , vou adorar rever! Valeu cada minuto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *