home Acervo OSCAR E A SRA. ROSA

OSCAR E A SRA. ROSA

Release

Miriam Mehler comemora 55 anos de carreira

E interpreta 8 personagens em Oscar e a Sra. Rosa,
espetáculo de um dos maiores autores da atualidade,
Eric Emmanuel Schmidt, que tem sua
primeira montagem brasileira.

Direção e adaptação de Tadeu Aguiar

Em cartaz no SESC Pinheiros

“Mais importante do que a cura é ser capaz de aceitar a doença e morte”, conclui o dramaturgo francês Eric-Emmanuel ao refletir sobre sua motivação para escrever Oscar e Sra. Rosa. A peça, que foi encenada nos EUA, Inglaterra, Portugal, França e atualmente está em cartaz na Alemanha, tem sua primeira montagem no Brasil sob a direção de Tadeu Aguiar, que também é responsável pela tradução do espetáculo que estreia no dia 16 de agosto no SESC Pinheiros. Em cartaz até 28 de setembro, a peça será apresentada às sextas e sábados às 20h30.

Schmidt, que além de autor é doutor em filosofia e pode ser considerado um dos maiores especialistas a respeito do escritor e filósofo francês Denis Diderot, teve seus espetáculos realizados em mais de 50 países e traduzidos em 40 idiomas. Em 1991 realizou sua primeira peça La nuit de Valognes encenada pela Royal Shakespeare Company, e já 1994 recebeu 3 prêmios Molières pelo espetáculo Le Visiteur, baseada num diálogo entre Freud e Deus.
Oscar e Sra. Rosa conta a história de um garoto de 10 anos, paciente de um hospital que encontra a Sra. Rosa, uma senhora que visita crianças enfermas. Incentivado por ela, Oscar começa escrever cartas a Deus, nas quais descreve seus 12 últimos dias de vida. Dotada de imenso poder imaginativo, Rosa faz Oscar acreditar que, em apenas 12 dias, é capaz de viver as emoções de uma vida inteira. Apesar do tema triste, Schmidt cria uma história repleta de alegria e beleza e humaniza Deus a tal ponto que Oscar, em suas cartas, o trata como se fosse nada mais do que um amigo.

O autor se inspirou em sua própria infância para escrever o espetáculo. Acompanhando o pai, um fisioterapeuta que cuidava de crianças, desde menino Eric freqüentou muito hospitais e se tornou amigo das crianças, “eu me mudei para um mundo onde o normal não era a norma, um mundo onde a doença foi considerada como habitual e a boa saúde excepcional”, conta Eric. Através dessa convivência, a morte passou a ser encarada como algo acessível e próximo, e o hospital longe de ser um recuo, tornou-se um lugar de existência. O dia-a-dia das pessoas e seus parentes inspiraram o autor na criação de personagens diferentes, cada um com sua própria janela para o universo.

O monólogo, que na França foi encenado por Danielle Darrieux e nos EUA por Rosemary Harris, será levado aos palcos brasileiros por Miriam Mehler que assim como elas se desdobrará em diversos personagens, desde os próprios Oscar e Sra. Rosa, passando por pais, médicos, enfermeiros, colegas de hospital, o primeiro amor, entre outros. “Fiquei encantada com o texto desde que li pela primeira vez, é quase real e muito comovente. Aprendi com o Oscar que cada dia é um dia e temos que viver intensamente”, revela a atriz.

Miriam já passou pelas mais importantes companhias teatrais, entre elas o Arena onde participou da primeira montagem de Eles não usam black tie de Gianfrancesco Guarnieri; o TBC – Teatro Brasileiro de Comédia e o Teatro Oficina, além de ter sido a fundadora do Teatro Paiol em São Paulo. Comemorando 55 anos de carreira nos palcos, a atriz fala sobre o novo projeto: “É a primeira vez que faço um monólogo assim, com tantos personagens. É um grande desafio e uma grande realização também”.

A montagem brasileira foi idealizada pelo diretor Tadeu Aguiar, responsável pela direção dos sucessos de crítica e público 4 Faces do Amor e o premiado Quase Normal. A peça conta ainda com a trilha sonora original de Liliane Secco, figurinos de Ney Madeira, cenário de Edward Monteiro e coordenação de produção de Norma Thiré e produção geral de Eduardo Bakr.

Ficha Técnica

Com Mirian Mehler
Texto – Eric-Emmanuel Schmitt
Direção e tradução – Tadeu Aguiar
Direção assistente – Flavia Rinaldi
Direção Musical de Liliane Secco
Cenário – Edward Monteiro
Figurino – Ney Madeira, Dani Vidal e Pati Faedo
Iluminação – Rogério Wiltgen
Assessoria de Imprensa – Morente Forte Comunicações
Produção Executiva SP – Cristina Sato e Paulo Ferrer
Coordenação de Produção – Norma Thiré
Idealização e Produção Geral – Eduardo Bakr e Tadeu Aguiar
Estamos Aqui Produções Artísticas Ltda.
Realização – SESC

Serviço

Oscar e a Sra. Rosa
Sesc Pinheiros – auditório, 3º andar (98 lugares)
Rua Paes Leme, 195 – Tel. 3095.9400
Bilheteria: Terça a sexta, das 10h às 21h30. Sábados, das 10h às 21h. Domingos e feriados, das 10h às 18h30. Aceita cheque e todos os cartões de crédito e débito. Os ingressos podem ser adquiridos em toda Rede SESC SP. Estacionamento com manobrista R$ 6
Sextas e Sábados às 20h30

(no dia 07/09 o espetáculo será à 17h)

Ingressos: R$ 20
R$ 10 (usuário matriculado, a partir de 60 anos e estudantes com carteirinha)
R$ 4 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes)

Duração: 75 minutos
Classificação: Livre

Estreou dia 16 de agosto
Temporada: até 28 de setembro

114 thoughts on “OSCAR E A SRA. ROSA

Comments are closed.

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

slot hoki terpercaya

agen bola terpercaya Agen bola bandar bola terbesar link judi slot judi online slot casino live skor