home Acervo PALHAÇADA GERAL

PALHAÇADA GERAL

Release

Parlapatões

 apresentam

PALHAÇADA GERAL – Quarta edição

 

Esta edição é realizada com o prêmio do Proac – Edital de Festival de Artes II, da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

 

Palhaçada Geral é um festival que busca traçar um panorama da diversidade da produção na arte da palhaçaria feita no Brasil e sempre contou com participações de convidados internacionais. Este projeto pretende ampliar sua dimensão e realizar uma edição internacional, mais intensa na relação com artistas de outros estados e que seja representativa da produção no estado de São Paulo.

O Festival surgiu de uma iniciativa do grupo teatral Parlapatões, sempre agregando diversos parceiros para sua efetivação. Suas três edições anteriores aconteceram no Espaço Parlapatões, no Circo Roda, incluindo lonas montadas em locais públicos como Memorial da América Latina e na Praça Roosevelt, sempre a preços populares e também com atividades gratuitas.

Para o público, a Palhada Geral é uma oportunidade para assistir espetáculos de qualidade bem como participar de debates e oficinas, com alguns dos melhores palhaços brasileiros e estrangeiros. Nossa visão curatorial procura reunir a excelência desta expressão artística, tanto daqueles formados na tradição do picadeiro quanto os contemporâneos, oriundos de escolas de Circo e também vindos diretamente da atividade teatral, para oferecer ao público um panorama contemporâneo vivo e intenso da palhaçaria e bufonoria atuais.

Entre espetáculos, cabarés reunindo vários grupos e companhias, debates, oficinas, demonstrações de trabalho, participarão cerca de 150 artistas, sendo que além de diversos palhaços paulistas, teremos convidados de outros estados (Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba) e internacionais (Bélgica, México, Espanha e Argentina).

Todas as Apresentações acontecerão no Espaço Parlapatões, na Praça Franklin Roosevelt, 158. Os ingressos serão vendidos no local pelo valor de R$ 20 para as apresentações realizadas no teatro. Os eventos realizados no Palco do Bar serão gratuitos.

Já os Debates serão realizados na SP Escola de Teatro, no número 210 da mesma rua, com entrada gratuita.

A classificação indicativa de cada apresentação está informada na programação abaixo.

 

Programação:

Dia 14/08 – Sexta-feira

21h – Abertura – Cabaré de Gala com participação da Banca Cabaré 3 Vintens

(Teatro)

Ao som da Banda Paralela o cabaré será uma grande festa em homenagem ao mestre da palhaçaria Teófanes Silveira, o palhaço Biribinha. Os anfitriões Parlapatões estarão muito bem acompanhados de convidados de peso, como o grupo La Mínima e a Trupe 1 Kilo e Meio, que foram vencedores IV Festival de Cenas Cômicas do Espaço Parlapatões em 2015, além de outros convidados. Direção: Hugo Possolo

Classificação indicativa: Livre

 

Meia-noite – Noite dos Renegados Gratuito

(Palco do bar)

No palco do bar do Espaço Parlapatões, comandado por César Lopes (palhaço Cara de Pau) a Noite dos Renegados se desenrola com muito humor ácido, experimental e inusitado. Números de faquir, engolidor de facas e até uma palhaça mendiga serão apresentados. A ideia é que tenham inscrições de números experimentais e também apresentações espontâneas da plateia. O público participa ativamente deste cabaré também no papel de jurado, gogando os piores dos piores.

Classificação indicativa: 16 anos

 

Dia 15/08 – Sábado

16h – Espetáculo: Reprise – Cia. La Mínima / São Paulo

(Teatro)

A conhecida cia La Mínima, composta por Fernando Sampaio eDomingos Montagner, apresenta essa reunião de números tradicionais da palhaçaria. Ao chegarem no local de sua apresentação, dois palhaços descobrem que foram contratados para o mesmo local, no mesmo horário, pela mesma pessoa. Depois de infrutíferas tentativas de provar um ao outro sua prioridade no picadeiro, decidem realizar este trabalho juntos. Desta forma percebem, durante o show que seus talentos se multiplicam, além de ser uma boa oportunidade de renovar o repertório.

Elenco: La Mínima

Direção, Concepção e Cenografia: Domingos Montagner eFernando Sampaio

Supervisão Geral: Leris Colombaioni

Consultoria e Pesquisa: Mário Bolognesi

Figurino: Inês Sacay

Iluminação: Wagner Freire

Música Original: Marcelo Pellegrini

Diretora de Produção e Administração: Luciana Lima

Realização: La Mínima

Classificação indicativa: Livre

 

18h – Sessão Reprise Gratuito

(Palco do bar)

Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais, explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente. Com a presença dos grupos Namakaca, Clownbaret, Mimi Calado e muitos outros.

Classificação indicativa: Livre

 

20h – Parece ser que me fui – Marina Barbera /Argentina
(Teatro)

Quando se abre uma fenda, ninguém sabe se o mundo se infiltra na parede ou em sua cabeça. Se houvesse uma janela aberta o espião seria Martha, a palhaça. Se houver um precipício, tentar voar… Viajar sem roteiro … Talvez você estaria com medo, mas ele gostaria. Nada disso existe e ainda acontece tudo.

Direção: Raquel Sokolowicz

Elenco: Marina Barbera

Desenho de iluminação: Ricardo Sica

Música original: Agustín Flores Muñoz

Fotografia: Jorge Crowe

Desenho gráfico: Andrés Kyle

Assistência de direção e produção: Mariano Mandetta

Classificação indicativa: 14 anos

 

22h – São Paulo’s Féxiõn Claum Gratuito
(Passarela montada na Praça Roosevelt)

A festa da moda Clown invade a Praça Roosevelt. Diversão garantida com o desfile destas figuras estranhas e inusitadas. Com a palhaça Rubra (Lu Lopes) como Mestre de Cerimônias e uma banda composta por palhaços, recebe a brincadeira sobre a moda palhacística. Durante o desfile o parlapatão Raul Barretto, vive Sra. Jourdain, uma burguesa mal-educada da obra de Molière, que faz a crítica dos trajes dos palhaços e seus estilistas. Uma festa que vem temperada de improvisos, surpresas e muita alegria.

Classificação indicativa: livre

 

24h – Amor te espero – Barracão Teatro /Campinas – SP

(Teatro)

Mirbobaz e Zabobrim (o palhaço), dois viajantes charlatões, após a venda fracassada de um elixir prodigioso com efeitos energéticos, seguem viagem, mas param no meio da estrada porque o caminhão quebra perto de um farol. Decidem dormir ali mesmo até que possam consertá-lo, quando são abordados por uma mulher misteriosa que os convida para uma festa no alto do farol. Depois de muitas idas e vindas, confusões e mistérios, ambos descobrem que esta mulher é muito mais do que poderiam imaginar! Tudo é o que não parece, tudo que parece não é, e no fundo, no fundo… Tudo aquilo está acontecendo mesmo?

Concepção, Dramaturgia e Direção Geral: Esio Magalhães

Assistência de Direção: Tiche Vianna

Elenco: Cintia Birochi, Kuarahy Fellipe e Esio Magalhães

Trilha Sonora Original: Marcelo Onofri

Assessoria em Mágica: Ricardo Harada

Assessoria Coreográfica: Mariza Virgolino

Assessoria em Acrobacia: Rodrigo Mallet

Figurino: Antônio Apolinário

Execução de Figurino: Maria Nicias

Concepção Cenográfica: Esio Magalhães

Execução Cenográfica: Victor Akkas

Iluminação: Alessandro Azuos

Operação de Luz: Fernando Fubá

Operação de Som: Suzana Santos

Arte Gráfica: Ana Muriel

Produção Executiva: Cau Vianna

Assistência de Produção: Suzana Santos

Produção e Realização: Barracão Teatro

Classificação indicativa: 14 anos

 

 

Dia 16/08 – Domingo

16h – Clássicos do Circo – Parlapatões / São Paulo

(Teatro)
Parlapatões: Clássicos do Circo reúne alguns dos mais divertidos números cômicos e circenses dos vários espetáculos da trajetória do grupo paulistano Parlapatões. Durante 60 minutos de alegria, quatro palhaços passam das mais clássicas reprises aos números mais inovadores do circo contemporâneo.

Reprise é o nome da representação do palhaço no espetáculo tradicional de circo. Como é o caso do tradicional número do Contorcionista Árabe e seu tradutor que nada traduz. Outro número de raiz circense é o Rei do Gatilho, onde um palhaço tenta acertar uma maçã que está na cabeça de outro numa sucessão de confusões.

Mas, além da tradição, o espetáculo inclui também as inovações que foram sucesso e marcam o repertório do grupo, tornando-se clássicas. Destacam-se, a interativa disputa de pênaltis do Futebol de Palhaços ou a coreografia dos Lutadores de Boxe Dançando Balé.  O grand finale fica por conta da engraçada paródia do famoso número das Águas Dançantes. Parlapatões: Clássicos do Circo faz uma saborosa mistura que marca uma das fortes tendências renovadoras da arte circense, sem desprezar a sua tradição.

Texto, direção, cenário e figurino: Hugo Possolo

Elenco: Hugo Possolo, Raul Barretto, Fabek Capreri e Hélio Pottes

Programação visual e desenhos: Werner Schulz

Assistência de Produção: Janayna Oliveira

Produção Executiva: Erika Horn

Coordenação Geral: Hugo Possolo e Raul Barretto

Realização: Parlapatões

Classificação indicativa: Livre

 

18h – Concerto em ri maior – Cia dos Palhaços / Curitiba – PR

(Teatro)

Uma comédia musical que surgiu em 2005 a partir de jogos de improvisação de palhaço com a música. Na peça, o maestro e palhaço Wilson Chevchenco apresenta um concerto baseado em sua origem russa e conta com a ajuda de Sarrafo, seu fiel amigo, para executar as obras de sua família e ser compreendido pela plateia, já que não fala o idioma português. O concerto conta ainda com um coral, que é integrado pelo público. Também são utilizados vários instrumentos como piano, violão, acordeom, gaita, castanholas e harmônica.

Texto e Direção: Cia dos Palhaços

Elenco: Eliezer Vander Brock e Felipe Ternes de Oliveira

Sonoplastia: Eliezer Vander Brock

Iluminação: Anry Aider

Figurino: Fabianna Pescara e Renata Skrobot

Realização e Produção: Cia dos Palhaços

Classificação indicativa: Livre

 

19h – Sessão Reprise Gratuito
(Palco do bar)

Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente.

Classificação indicativa: Livre

 

20h – Clowns D’Affaires – Compagnie Batchata / Bélgica

(Teatro)

Uma conferência burlesca que traz um olhar inusitado do mundo dos negócios. Dois personagens clownescos envolvem relações sociais no local de trabalho. Eles estão se esforçando para ponto de riscos psicossociais poético-burlescas em locais de trabalho no século XXI: evolução dos métodos de gestão, concorrência internacional, neutralização, condições de trabalho, espaço aberto, stress, assédio… Para a Cia. Batchata, o palhaço destaca a vulnerabilidade e falibilidade humana. No entanto, mesmo mergulhado em situações terríveis, ele nos surpreende com sua luta de tirar o fôlego. Esta proposta inicial visa entreter e provocar reflexão.

Direção: Patrick Spadrille

Elenco: Carina Bonan e Alexandre Aflalo

Classificação indicativa: 14 anos

 Dia 17/08 – Segunda-feira

21h30 – Jogando no quintal: Especial Palhaçada Geral” – Cia do Quintal / SP 

(Teatro)

Uma edição especial do espetáculo de improvisãção de palhaços com Cia. do Quintal, realizada em formato criado especialmente para o Palhaçada Geral, com participação de diversos convidados como La Mínima, Lume, Parlapatões e Barracão, entre outros.

Classificação indicativa: 14 anos

Dia 18/08 – Terça-feira

19h30 – O eterno retorno – Márcio Ballas e Rhena de Faria / São Paulo

(Teatro)

Espetáculo que fala do ritual do aniversário e de tudo o que está relacionado a esse universo: bolos, velas, presentes, festas e desejos. João Grandão e Mademoiselle Blanche são amigos que, se pudessem, fariam aniversário todos os dias. Por isso, eles preparam surpresas a todo o momento para compartilhá-las com o público.

Roteiro: Rhena de Faria.

Direção: Marcio Ballas e Rhena de Faria.

Com Rhena de Faria (Mademoiselle Blanche) e Marcio Ballas (João Grandão).

Classificação indicativa: livre

 

20h – Sessão Reprise Gratuito

(Palco do bar)

Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais, explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente.

Classificação indicativa: livre

 

21h30 – Experimentando Palhaçaria / SP

(Teatro)

Dirigidos por Suzana Aragão, os mestres de cerimônia, acompanhados por uma banda musical, apresentarão um cabaré de palhaços com números de: mágica, malabares, mímica e muitas outras habilidades. Este cabaré é composto por ex-alunos do Curso de Humor da SP Escola de Teatro e da Formação para Jovens dos Doutores da Alegria. São jovens artistas que já estão bem envolvidos no teatro e circo.

Classificação indicativa: livre

 

Dia 19/08 – Quarta-feira

19h30 – Se fosse fácil não teria graça – Fernando Bolognesi / São Paulo

(Teatro)

O espetáculo narra, sempre com muito bom humor, a trajetória do autor/interprete/palhaço, que conta como aprendeu a conviver com as limitações impostas por uma doença degenerativa, progressiva, incurável e com potencial incapacitante. O ator mescla um relato engraçado, humano e comovente sobre como podemos transformar dificuldades, limites e crises em alegrias, desafios e realizações com diversas reflexões sobre a vida, a morte, nosso lugar no universo e nossa relação com a alteridade.

Direção, texto e atuação: Nando Bolognesi

Duração: 70 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

 

20h – Sessão Reprise Gratuito

(Palco do bar)

Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais, explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente.

Classificação indicativa: livre

 

21h30 – Por el lado más bestia – Pablo Mikozzi / Argentina

(Teatro)

É um show de humor que consiste dos melhores monólogos e esquetes que o ator foi coletado ao longo de dez anos de trabalho. O show é baseado na técnica do bufão, com recursos pertencentes ao café concerto, show de variedades e improvisação, mas com a visão particular de um humorista que se expande em monólogos mordazes e provocantes sobre assuntos atuais. O resultado é um cabaret moderno, um show de variedades com um único ator, uma hora para rir sem parar. Os monólogos abordam profundamente questões de discriminação, a violência sexual, insegurança, a exclusão e a crueldade das classes dominantes.

Atuação e dramaturgia: Pablo Mikozzi

Som: Igor Garfias

Figurino: Vespa Vestuario

Edição de video: Gustavo Mazolletti

Iluminação: Carla Giovanini

Direção: Tino Tinto

Produção executiva: Cristián Centurión

Classificação indicativa: 16 anos

 

 Dia 20/08 – Quinta-feira

 19h30 – Gramofone 2015 – Palhaça Rubra / São Paulo

(Teatro)

A palhaça Rubra estreia seu novo solo no Palhaçada Geral. Um show reúne música, improviso por meio da memória musical em homenagem à cantora Dalva de Oliveira.

Classificação indicativa: livre

 

20h – Sessão Reprise Gratuito
(Palco do bar)

Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais, explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente.

Classificação indicativa: livre

 

21h – Cabaré das Palhaças
(Teatro)

Meninos não entram! As mulheres palhaças exploram a graça do universo feminino, com várias palhaças e claunesses em um show para colocar os homens e mulheres diante de uma nova prespectiva de humor.

Classificação indicativa: 14 anos

 

 Dia 21/08 – Sexta-feira

 19h30 – Sessão reprise Gratuito

(Palco do bar)
Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais, explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente.

Classificação indicativa: livre

 

21h – Desclowntrolados – Pata de Perro /México
(Teatro)

A dupla de palhaços mexicanos traz um espetáculo vibrante, basedado nas tradições circenses, com o resgate dos excêntricos musicais, mostrando habilidades sonoras e gags que tem feito sucesso em toda América Latina e nos Estados Unidos.

Classificação indicativa: livre

 

24h – Cabaré Palhaços de Campinas – Coletivo Geral do Riso / Campinas (Teatro)

Palhaços de Campinas invadirão o Espaço Parlapatões para celebração de suas pesquisas, experimentos, num encontro que faza a conexão Barão Geraldo e Praça Roosevelt O Coletivo Geral do Riso existe há três anos e é composto pela Família Burg, Dupla Cia., Circo Caramba, Barracão Teatro e Cia. SUNO.

Classificação indicativa: 14 anos

 

 

Dia 22/08 – Sábado

16h – Irmãos Saúde – Circo-Teatro Artetude/ Brasília – DF

(Teatro)

O espetáculo é feito por dois amigos, irmãos e palhaços, que usando de elementos de esquetes tradicionais, temperadas com manobras acrobáticas e números de malabares, exercitam a incrível e maravilhosa arte da convivência. Um jogo em que os sentimentos oscilam da raiva ao amor em segundos, os irmãos exploram cenas cotidianas que levam ao espetáculo e ao espectador a dúvida se aquilo é ou não verdade. Um espetáculo que foi concebido para a rua tem como objetivo alcançar as comunidades mais afastadas. Por isso foi pensando de forma fácil de transportar, montar e apresentar. Contudo, ganha requintes de luz, efeitos sonoros e fumaça, quando apresentado num teatro. Esse trabalho que tem a simplicidade da rua e a grandiosidade do circo.

Realização: Circo-Teatro Artetude.

Direção: Ankomárcio Saúde Rodrigues

Coordenação Geral: Ankomárcio Saúde Rodrigues.

Produção: Ruiberdan Saúde Caetano.

Direção Musical: Pablo Ravi Maroccolo.

Elenco: Ankomárcio Saúde, Ruiberdan Saúde, Pablo Ravi Maroccolo.

Parceiros: Grupo Cultural Pé de Cerrado.

Classificação indicativa: livre

 

18h – Sessão reprise Gratuito

(Palco do bar)

Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais, explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente.

Classificação indicativa: livre

 

21h – Desclowntrolados – Pata de Perro /México
(Teatro)

A dupla de palhaços mexicanos traz um espetáculo vibrante, baseado nas tradições circenses, com o resgate dos excêntricos musicais, mostrando habilidades sonoras e gags que tem feito sucesso em toda América Latina e nos Estados Unidos.

Classificação indicativa: livre

 

 

24h – Cabaré de Bolso – Cia. SUNO / Campinas – SP

(Teatro)

Com roupagem contemporânea. O Cabaré de Bolso tarz contorcionismos, malabarismos e são apresentados sem a configuração real de “número”, expondo ao público todos os aspectos criativos mais íntimos da criação. As canções são executadas ao vivo ou operadas em cena pelos personagens, e completam os seis números de habilidades que compõem o projeto.

Direção e concepção: Helena Figueira.

Com Duba Becker, Helena Figueira, Emerson Noise e Elias Ficavontade.

Classificação indicativa: livre

 

 

 Dia 23/08 – Domingo

16h – Fulano & Sicrano – Cia. Etc. E Tal / Rio de Janeiro – RJ

(Teatro)

Fulano&Sicrano traz para o teatro adulto o humor e a linguagem dos Quadrinhos e da Animação. Pega o espectador de surpresa, colocando no palco o humor inusitado que é retirado das situações mais banais. Cenas escolhidas do cotidiano e impregnadas de uma linguagem particular, mesclando situações cômicas, gromelô, mímica e a imperdível pantomima literária (narração simultânea a ação em mímica). Os atores se revezam em diferentes fulanos e sicranos imprimindo na cena a característica mais forte do ETC E TAL, a precisão da linguagem gestual em sintonia com a comédia popular.

Criação e Produção: Centro Teatral e Etc e Tal.

Atuação: Márcio Moura e Alvaro Assad

Direção e Preparação Mímica: Alvaro Assad

Assistência de Direção: Melissa Teles-Lôbo

Figurinos e Adereços: Fernanda Sabino

Desenho de Luz: Aurélio Oliosi

Fotografias: Ricardo Gabriel

Design: Ato Gráfico

Preparação de Pilates e RPG: Dulcilene Rosa Moura

Classificação indicativa: 14 anos

 

18h – Sessão Reprise Gratuito

(Palco do bar)

Um pocket show, com reprises tradicionais e experimentais, explorando diferentes formas de palhaçaria. A cada dia um show diferente.

Classificação indicativa: livre

 

19h – Cabaré da Celabração

(Teatro)

Para finalizar está grande e gloriosa Palhaçada Geral um Cabaré constoor artistas que são grandes referências na arte da palhaçaria vem coroar o festival. Etc e Tal (RJ), João Artigos (RJ), Circo-Teatro Artetude (Brasília), Parlapatões e muito mais!

Classificação indicativa: 14 anos

 

19h – Show Heloísa Lucas e Banda Groovie – Encerramento Gratuito

(Palco do bar)

Show musical da cantora Helô Lucas, acompanhada pela Banda Groovie, com rock, samba-rock, blues e soul. Encerra o quarto Palhaçada Geral em clima de festa e já sonhando com a quinta edição.

Classificação indicativa: livre

 

 Debates com entrada franca:

Local: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt

Duração: 02 horas cada
Formato: 03 debatedores
1 –  O empreendedor faz papel de palhaço?
Convidados: Rogero Torquato (único nome a confirmar) / Hugo Possolo /Wellington (Doutores da Alegria)
Data: 18/08
Horário: 17h

 

2 – Como fazer rir na era do politicamente correto?

Convidados: Mário Bolognese/ Raul Barretto / Cristiane Paoli-Quito
Data:19/08

Horário: 17h

3 – Grande Roda da Palhaçaria (Encontro geral – Tentativa de tirar um Documento)
Convidados: Mestres de Cerimônia
Dani Biancardi /Suzana Aragão/Bete Dorgam
Data: 20/08

Horário: 17h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

agen bola terpercaya Agen bola bandar bola terbesar link judi slot judi online slot casino live skor