home Acervo PERGUNTE AO TEMPO

PERGUNTE AO TEMPO

Release

Secretaria de Estado da Cultura e Centro Cultural Banco do Brasil

 apresentam

 

Luiz Damasceno, Giovani Tozi e Guta Ruiz

em

PERGUNTE AO TEMPO

Texto e Direção

 Otavio Martins

Segunda e Quarta no CCBB SP

 

Através de uma ação hipotética, uma viagem no tempo, espetáculo abre um espaço de reflexão a respeito de nossas escolhas cotidianas e a implicação delas no nosso futuro.

Um jovem e sua ex-namorada aguardam a chegada de alguém. É noite de ano novo e em menos de uma hora os ponteiros do relógio anunciarão o começo de um novo ciclo.

O efêmero encontro dos três personagens desafia as noções de tempo e de espaço. A ideia de realidade transcende a natureza física.

O que fazer quando nem a fé e a ciência são capazes de preencher o coração de um homem? Pergunte ao tempo.

Quando uma oportunidade bate à nossa porta é preciso estar atento para que ela não se perca ou se junte às possíveis frustrações do passado. ​A realidade é que frustrar-se faz parte da vida. Por mais manobras que façamos, a condição humana prevê fracassos e, apenas se pudéssemos voltar no tempo para ajustar as coisas ou avançar para se precaver de outras, estaríamos realmente seguros. E se fosse possível? E se de fato a teoria de tempo e espaço publicada por Einstein no início do século XX fosse desenvolvida a tal ponto que viabilizasse essa excêntrica viagem? ​Através dessas reflexões, Pergunte ao Tempo, sugere o improvável encontro de três personagens.  O moço desconfiado, ela de sorriso aberto e o senhor mau humorado se encontram na noite de ano novo para uma breve e esclarecedora conversa. Num jogo vertiginoso de muitas perguntas e poucas respostas o texto aponta questionamentos a respeito das escolhas que são feitas cotidianamente. Tendo em vista estudos sobre a física quântica sobre tempo e espaço, a dramaturgia discute de forma poética a velhice, a coragem e a perseverança. Se lhe fosse concedido voltar no tempo, num único instante, que momento você escolheria?

​O conceito de tempo é algo que desperta interesse no homem desde os primórdios da cultura ocidental. A incapacidade de compreendê-lo cientificamente mobiliza filósofos e cientistas até hoje. ​Há alguns séculos antes de Cristo, Platão dividiu o mundo em dois: O real, referente ao mundo inteligível, palpável e racional. E o irreal, referente ao universo das sensações, daquilo que “não é”, do inexplicável e do irracional. Foi nesse mundo do “não ser” que Platão inseriu a ideia de tempo. Para o filósofo, sendo esse um conceito relativo e variável, o tempo essencialmente não existe. ​

Surgiram vários filósofos e cientistas que aqueceram as discussões sobre o tema. Todos unidos na busca pelo entendimento dessa grande engrenagem a qual estamos expostos diariamente. ​

​A viagem no tempo é um tema que instiga pesquisadores há muito tempo. Cientistas buscam arestas nas teorias sobre espaço/tempo e por várias vezes se aproximaram de hipóteses, teorias, sobre o assunto. Produzir um espetáculo que aborde essas questões significa levar pra cena uma questão de interesse geral, repassada de forma única e genuína, através de um viés poético e teatral. O cinema já levou às telas algumas vezes a discussão e mesmo em décadas diferentes mobilizou e impactou os espectadores, como foi o caso em De Volta Para o Futuro, Efeito Borboleta, Te Amarei Para Sempre, Star Trek, Meia-Noite em Paris e Planeta dos Macacos.​ Finalmente, Pergunte ao Tempo, torna-se oportunamente propício por sua contribuição artística.

Otávio Martins, que assina e dirige a obra, vem de espetáculos exaltados pelo público e elogiados pela crítica como é o caso de Divórcio e Caros Ouvintes. O elenco é composto por três atores de notável contribuição ao teatro.  A dupla Luiz Damasceno e Giovani Tozi já foi elogiada e premiada pela crítica quando foram, respectivamente, pai e filho, no também premiado espetáculo O Colecionador de Crepúsculos, de Vladimir Capella. Guta Ruiz fecha o trio, a atriz, que tem sua formação nos palcos, atuou também em vários filmes e seriados, incluindo as novelas Jóia RaraPassione, da Rede Globo.

 

Ficha Técnica

Texto e Direção: Otavio Martins

Produção: Rodrigo Velloni

Elenco: Luiz Damasceno, Giovani Tozi e Guta Ruiz

Cenário e Figurino: Cassio Brasil

Direção Musical: Ricardo Severo

Iluminação: Pedro Garrafa

Assistente de Direção: Juliana Araripe

Fotos: Priscila Prade

Direção de Arte Gráfica: Giovani Tozi

Produção Executiva: Adriana Souza

Assistente de Produção: Daise Sena

Administração Financeira: Vanessa Velloni

Produção: Velloni Produções Artísticas Ltda.

Realização: Secretaria de Estado da Cultura e CCBB

 

Serviço

PERGUNTE AO TEMPO

Centro Cultural Banco do Brasil

Rua Álvares Penteado, 112. Centro

 3113. 3651 / 3113.3652

www.bb.com.br/culturawww.twitter.com/ccbb_spwww.facebook.com/ccbbsp

Acessos: Estações Sé e São Bento do Metrô. Praças do Patriarca e da Sé.

Acesso e facilidades para pessoas com deficiência física / Ar-condicionado / Estacionamento: Estapar Estacionamento – Rua Santo Amaro, 272 – (R$ 15 pelo período de cinco horas. Necessário carimbar tíquete na bilheteria do CCBB – Van faz o traslado gratuito no trajeto estacionamento – CCBB. Na volta, parada no Metrô República antes do estacionamento

Segunda e Quarta às 20h

 Ingressos:

R$ 10

Duração: 75 minutos

Recomendação: 14 anos

 

Estreou dia 21 de Outubro

Temporada: Até 20 de Dezembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

agen bola terpercaya Agen bola bandar bola terbesar link judi slot judi online slot casino live skor