home #amoteatromf Renato Russo, o musical por Nelson de Sá

Renato Russo, o musical por Nelson de Sá

Bruce Gomlevsky está dez anos mais velho e alguns quilos mais pesado, mas mantém ou até acentua a entrega, a incorporação do cantor e letrista que encena ao longo de mais de duas horas, de volta a São Paulo.

“Renato Russo – O Musical” completou uma década ao reestrear no Rio, no final do ano passado, e segue assombroso pela representação do ator para Russo, que morreu em 1996, aos 36 anos.

Conhecido até então por peças experimentais, Gomlevsky abraçou a canção popular e o teatro musical sem resistência, pelo contrário, indo mais fundo que de costume no gênero biográfico.

Seus gestos, dança, a forma como toca o violão, o próprio timbre de voz: ele não busca copiar ou imitar Russo, mas evocá-lo, tornar presentes traços mais sutis e penetrantes da personalidade pública e de palco do ídolo pop.

E não pára aí, na encenação de Mauro Mendonça Filho. Como se fosse um celebrante ou corifeu, Gomlevsky busca e muitas vezes alcança uma espécie de comunhão com o público, tomado como coro.

Já é uma plateia também envelhecida —ainda que mesclada de pós-adolescentes, nesta era de ídolos que sobrevivem, que mesmo mortos seguem no mercado, vendendo discos e vídeos.

Não que o público se deixe confundir, mas a própria forma da apresentação, que remete seguidamente a um show, com banda que até lembra a Legião Urbana, estimula a evocação.

Esta resulta também do entrelaçamento entre as letras e a vida do cantor, que já vem dos originais e é enfatizado com inteligência pela dramaturgia de Daniela Pereira de Carvalho.

Um entrelaçamento que se estende à própria história política do país e de Brasília, cidade de Russo, levando espectadores a se manifestarem de ambos os lados, curiosamente e sem a costumeira agressividade.

Embora seja um monólogo, ator e personagem nunca estão sozinhos. A integração com a banda e com o diretor de cena, além da plateia e dos vídeos, cobrem o palco de solidariedade e compaixão —e, no caso da música, dinâmica.

Uma versão desta crítica circula na edição de 12 de agosto de 2017 com o título “Integração no palco faz a diferença em monólogos musicais”. Para ler crítica íntegra clique AQUI

51 thoughts on “Renato Russo, o musical por Nelson de Sá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

slot hoki terpercaya

agen bola terpercaya Agen bola bandar bola terbesar link judi slot judi online slot casino live skor