home #amoteatromf Um momento guardado na caixinha

Um momento guardado na caixinha

Nunca conheci, qualquer pessoa que fosse, que não tivesse sido tocada pela arte em algum momento de sua vida.
O que não significa que ela tenha que entender, discutir, filosofar ou se manifestar a respeito. Simplesmente significa que ela tenha sentido algo.
Nunca conheci alguém que não tenha se emocionado em algum momento com um filme. Ficado com a imagem de um quadro na cabeça por alguns instantes, dias, por uma vida inteira….
Alguém que não tenha ficado admirado, olhando bem de pertinho os detalhes da roupa de uma estátua – o tecido tão sutil na vestimenta de pedra daquela senhora esculpida.
Nunca conheci alguém que não tivesse cantado no chuveiro ao som de sua música preferida e se arrepiado ao ouvir a aquela canção no rádio.

Mas já conheci quem nunca antes foi ao teatro.
O Teatro tem um poder envolvente, encantador. É ali, na frente dos nossos olhos que vemos a transformação da pessoa em personagem. Combinamos, como num jogo de amarelinha, quais são as regras e juntos permeamos por cenários imaginários, luzes que se contrapõe, sons que surgem distante, ali na nossa frente, tão perto que podemos sentir o cheiro, ouvir a respiração, sentir o calor que emana dos corpos quentes pelos refletores, ali bem quietinho no escuro da plateia.
Precisamos formar público para teatro, precisamos levar nossas crianças, nossos país, nossos amigos e a nós mesmos para nos emocionar e ser envolvido por esses sentimentos. Precisamos nos apaixonar mais!
O teatro, a arte tem esse poder – de guardar momentos em pequenas caixinhas, para serem resgatadas de tempos em tempos, sempre que necessitarmos de uma emoção, de uma paixão.

Viva as paixões, viva o teatro!

Dani Angelotti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *